terça-feira, 5 de julho de 2011

SAUDADES DA MINHA INFÂNCIA



SAUDADES DA MINHA INFÂNCIA

Saudades do riacho, onde ia me banhar
Saudades das brincadeiras de rodas, que não cansava de cantar,
Saudades da casinha de bonecas, que passava horas a brincar,
Saudades do açude, onde aprendi a nadar

Saudades da casa da minha vô, onde ia almoçar
Saudades dos colegas, com quem brincava ao luar
Saudades da escola, onde aprendi o beabá
Saudades das cantigas de niná

Saudades das estórias, que vinham me contar
Saudades das estrelas, que ficava a contemplar
Saudade da velha catingueira, onde na sombra deitar
Saudades do terreiro, onde ia me sentar.

Aninha Martins

domingo, 3 de julho de 2011

O PLANETA TERRA

O PLANETA TERRA

O planeta Terra está doente
e todo mundo sente
que a terra da gente
não é mais aquela terra reluzente

Os rios estão secando
as árvores acabando
e os pássaros sumindo
do céu não mais tão lindo.

Os políticos estão sabendo
o que está acontecendo
e todo o tempo ficam dizendo
que tudo está se resolvendo.

Consciência maior parte da população tem
só falta alguém para fazer o bem
pense no futuro que ainda vem.

A terra não mais recebe
o amor que precisa
e todo mundo esquece
que ela é nossa vida
Jéssica Martins Soares Pontes
Poesia selecionada entre as melhores em 2010, no Colégio Lourenço Filho, onde estuda a pequena poetisa ipuense.
Colaboradora do Blog Aconteceu Ipu
Irene Soares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...